Páginas

terça-feira, 11 de março de 2014

Dia D!

Dia "D" quem na vida não teve um dia assim?

Dia "D", então... Naquele dia a tardinha, minha mãe estava no telefone não poderia imaginar o que viria me acontecer, sabia apenas que a minha mãe no telefone repetia meu nome e perguntava a outra pessoa que estava na linha se teria que ser no dia de hoje.
Dia-mulher-filho
Eu bem miudinho brincando com minhas caixinhas com aquela curiosidade em saber o por que de minha mãe falar tanto no meu nome para a outra pessoa, mas finalmente desligado o telefone minha mãe disse que iria me dar banho, pois sairíamos no dia de hoje pra visitar um moço, foi quando descobri que esse moço era na verdade o doutor Pascoalino (meu pediatra).
Dia-Ida-médico
Parecia uma visita comum num dia também comum, visto que eu estava bem de saúde, mas enganei-me, pois aquela visita seria para saber se eu tinha uma tal de fimose, nunca ouvi falar desse nome e nem sabia onde ficava essa coisa, mas nesse dia ao chegar lá, tinha um moço todo de branco ( doutor Pascoalino) com um treco pendurado no pescoço (fui saber mais tarde que era o tal (estetoscópio). Acreditando que ele já sabia o porque da minha ida lá nesse dia D, pois carregava um sorriso estranho no rosto e disse bem alto: Então é esse o homem ai?? Minha mãe só respondeu que sim.
Dia-cirurgia-fimose
Resumindo, o doutor Pascoalino, arrancou na força (sem anestesia) a tal da minha fimose e como doeu, chorei aos montes sem entender o porque dele ter feito aquilo, cheguei a pensar que ele tinha arrancado todo o meu precioso (pintinho), traumatizado, sem entender nada das coisas e do porque minha mãe e mais aquele moço de branco terem feito comigo nesse dia.
Dia-conhecendo-corpo
Mas foi assim e nesse dia que tiraram a minha fimose, sendo que depois desse episodio, todas as vezes que ia até esse moço de branco (Doutor Pascoalino), chorava na sala dele e segurando meu "pintinho" dizia:"Mãe, não deixa ele mexer no meu "pintinho' não e minha mãe cheia de dó se emocionava parecendo carregar uma culpa imensa sobre todo o momento daquele dia e não deixava o moço de branco tocar no meu pintinho já sem essa tal de fimose e foi assim desde aquele dia eu conheci (embora dolorosamente) mais uma parte do meu corpo.

*A Fimose é quando o homem não consegue expor ou retrair a glande (cabeça do pintinho), é a presença dessa pele que impede que a *glande seja descoberta.

*Glande - é a parte sensível do órgão sexual masculino, situada na extremidade do pênis.

Beijos,
Contos do Guri

18 comentários:

  1. Rafa é um texto importante, são cuidados que o homem deve ter, por isso que é importante ir ao médico, mesmo que seja um pouco desconfortável para o homem, é sempre bom se tratar, Rafa abraços.

    ResponderExcluir
  2. Oi!!!
    A fimose é muito comum, mas é a primeira vez que vejo um relato de alguém que não teve anestesia. Nossa deve ter doído muito :(
    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Deve ter sido dolorido e traumatizante fazer este procedimento sem anestesia, sua mãe foi corajosa em deixar. Ainda bem que deu tudo certo.

    ResponderExcluir
  4. Imagino que apesar de ser comum entre os meninos deve ser algo meio traumático fazer esse procedimento sem anestesia ... Gostei do texto Rafa, mas esse Pascoalino não é bem um médico e sim um sádico ... rsrs

    Bjos
    Minda ❤ 😍 👍

    ResponderExcluir
  5. Fimose é comum mais que pode deixar trauma assim como deixou no
    garotinho, achei o texto bem interessante e informativo

    ResponderExcluir
  6. Meu Deus que médico é esse? Espero que seja só uma história fictícia deve causar muita dor a criança.

    ResponderExcluir
  7. Bem interessante a postagem deve-se tomar mto cuidado e é algo a ser feito beijos

    ResponderExcluir
  8. A fimose é algo que precisa ser tratado! Que experiência ruim, sem anestesia? Poxa vida!
    Blog Mulher Virtuosa By Vany

    ResponderExcluir
  9. Não sei pra que nascer com isso, sinceramente! rs
    Meu filho tem 4 anos e com 2 para 3 me dava uma agonia, o pediatra disse que tinha que ir fazendo exercícios pra descer a pele, mas nada de descer até que começou a dar umas massinhas brancas, ai levei em outro pediatra e ele passou uma pomadinha que abriu a pele toda e agora tá aberto e creio que ele não sofrerá com isso no futuro! abraço

    ResponderExcluir
  10. Um assunto que precisa ser mais abordado entre as pessoas, fico imaginando tirar se anestesia deve ser horrível espero que seja apena uma historia de fictícia para incentivação para abordar o assunto.

    ResponderExcluir
  11. Gente num creioooo
    Como um médico fez isso contigo?
    Fiquei só pensando na dor que vc sentiu =(

    ResponderExcluir
  12. que bacana ter abordado esse tema
    muitas pessoas não sabe como resolver
    gostei muito
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Todo e qualquer cuidado com a saúde, seja feminina ou masculina, é bem vinda, porque como diz o ditado: "Antes prevenir do que remediar!"

    ResponderExcluir
  14. Realmente é um assunto que temos que abordar! Deus me livre de Médicos assim!
    Bjúús

    ResponderExcluir
  15. Gostei da história falando de algo tão importante, parabéns, pois ficou gostosos de ler.

    ResponderExcluir
  16. Rafa gostei do conto.
    Contando de uma forma diferente sobre a fimose bjs

    ResponderExcluir
  17. Oii,

    Gostei do texto, pois com um pouco de humor trouxe um assunto importante.
    Parabéns!!

    beijos

    ResponderExcluir